7 DICAS PARA ESCOLHER O IMÓVEL IDEAL PARA A SUA FAMÍLIA

Publicado em 03/06/2021 por Coralli

Opções de imóveis no mercado não faltam – mas como escolher a opção ideal para a sua família?

Para auxiliar você nessa jornada, criamos uma lista bem completa sobre os diversos pontos que você deve levar em consideração.

Confira!

1. DEFINA O QUE SUA FAMÍLIA PRECISA
O primeiro passo é definir o que sua família precisa. São vários os itens que devem ser postos na balança na hora de buscar por um imóvel no mercado.

•    Quantas pessoas realmente morarão na residência?
•    Qual o número de banheiros necessários?
•    E o tamanho da sala, cozinha e outros cômodos?
•    O quarto principal precisa ser uma suíte?

Para decidir quais são as suas necessidades, é preciso verificar o tamanho e composição de sua família.

Por exemplo: um jovem casal sem filhos pode contentar-se com uma residência de um quarto. Por outro lado, se estão planejando a chegada de mais um integrante, é preciso dois quartos. Já para quem tem filhos pequenos, pensar na infraestrutura é uma regra.

Já para um casal com filhos adolescentes ou adultos, é preciso que cada um deles tenha seu próprio quarto na casa, pois já é necessário um grau maior de privacidade. Antes mesmo de sair em busca de imóveis no mercado, defina todos os pontos de necessidade de sua família, assim como também os desejáveis, que poderão ser utilizados para desempate quando você gostar de mais de uma opção.

Ou seja, é preciso pesar se o imóvel é bem localizado, se tem piscina e garagem, se a vizinhança é agradável, entre outros pontos que podem não ser essenciais, mas podem valorizar mais um imóvel do que outro.

2. ESCOLHA ENTRE CASA E APARTAMENTO
Não importa se você vai alugar ou comprar, escolher entre uma casa e um apartamento é um dos principais dilemas de quem vai se mudar e está buscando por uma nova residência.

Esse é um daqueles casos clássicos de “gato ou cachorro”. Existem pessoas que amam uma opção e odeiam outra, e vice e versa. Cada opção tem suas vantagens e desvantagens, sendo que cabe a você decidir o que melhor se encaixa em suas necessidades.

3. NÃO PERCA TEMPO

Uma das principais dicas que temos para você é não perder tempo. Afinal, ao realizar uma busca por imóveis é comum a pessoa se deparar com diversas opções de todos os tipos e até ficar curiosa para realizar algumas visitas. Porém, caso o imóvel não tenha as características necessárias para a sua família, não adiantará visitá-lo, pois você apenas perderá seu tempo e, consequentemente, o do proprietário ou corretor.

Para que isso não aconteça, você pode iniciar uma lista de imóveis durante a sua busca com uma classificação que possa indicar o quanto o imóvel se encaixa em suas necessidades, levando em conta preço, localização e outras características.

Assim, poderá programar visitas apenas aos mais interessantes, evitando perder tempo com imóveis que podem até parecer bacanas, mas que não vão cumprir com sua demanda.

Além disso, após realizar as visitas, você pode atribuir uma nova nota para cada uma das propriedades visitadas, melhorando assim a sua capacidade de decisão final acerca de qual é o imóvel ideal para a família.

4. BUSQUE PELOS DEFEITOS
Não importa o que o proprietário ou o representante da imobiliária possa falar para você, nem todo imóvel é perfeito. Qualquer que seja a propriedade e onde ela esteja localizada, existirão problemas.

A pergunta aqui é: os problemas que o imóvel apresenta podem causar um incômodo que faça o negócio deixar de valer a pena? Caso a resposta seja sim, descarte aquela propriedade de suas buscas. Para encontrar os defeitos existentes em um imóvel, é preciso realizar uma visita a cada uma das propriedades que você separou.

Ao realizar uma visita, você deve ficar atento a vários pontos para encontrar defeitos. Em alguns casos, pode ser até que você consiga algum desconto por conta de imperfeições.

Algumas coisas que podem incomodar em um imóvel são a proximidade com casas de show ou bares, ruas muito movimentadas, distância de pontos de ônibus e locais de difícil acesso.

5. TENHA CALMA
Não se afobe na hora de escolher um imóvel. Com frequência, o que parece um bom negócio em um determinado momento pode se tornar uma grande dor de cabeça logo mais na frente.

Por exemplo: muitas pessoas estão optando por realizar o financiamento de imóveis sem ter a entrada e, para isso, realizando empréstimos com altos juros.

Com isso, você pode acabar se afundando em dívidas e ter de se desfazer do imóvel no futuro para poder arcar com seus compromissos. O ideal é guardar uma reserva para evitar esse tipo de situação. Portanto, jamais tome atitudes no impulso e faça o negócio com calma para evitar qualquer tipo de problema.

6. FAÇA UM PLANEJAMENTO
Você precisa reservar o dinheiro para a entrada, estipular um preço máximo para a propriedade, prazos de mudança, reformas, entre outros.

Isso evita que você acabe frustrado com sua tentativa de compra, ou passe por problemas após o fechamento do negócio. Por exemplo: reformar um cômodo da residência enquanto se está ocupando o espaço pode não ser uma boa ideia.

No caso da compra, é preciso lembrar também que o dinheiro para a entrada não é o único valor necessário na hora de um financiamento. É preciso arcar também com a documentação do imóvel, taxas de avaliação, cartório e transferência de propriedade, entre outros itens que podem exigir uma boa quantia.

7. VERIFIQUE A DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

Pode parecer trivial, mas a documentação é um dos principais empecilhos em um negócio imobiliário e, caso você não conte com qualquer um dos documentos necessários, pode ser que o negócio seja inviabilizado.

No caso da compra à vista, pode ser necessário apresentar uma série de documentos no cartório na hora de realizar a transferência do imóvel. Por conta disso, o ideal é entrar em contato com o local antes e buscar informações acerca de todas as exigências, pois isso evita a perda de tempo.

Já para a compra por meio de financiamento, cada instituição bancária mantém seu próprio processo de análise e, por conta disso, você deve procurar diretamente um atendente e entender quais são as exigências com relação à documentação de compra.

Com essas dicas você está mais preparado para escolher o imóvel ideal para a sua família?

Fonte: Moving

______
Leia também:

GANHE DINHEIRO COM O ALUGUEL DE IMÓVEIS. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS.

POR QUE INVESTIR NO MERCADO IMOBILIÁRIO? CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS.